EDUCACIONAL

A Palavra Cantada também aposta em educação, por meio do projeto Brincadeiras Musicais Palavra Cantada, que, desde 2011, já envolveu 850 mil crianças pelo Brasil.

Naquele ano, a música voltou a ser uma disciplina obrigatória no currículo escolar, após uma lacuna de mais de 40 anos.

Desde então, primeiro em parceria com a editora Melhoramentos e agora com o GRUPO MOVIMENTA, a rede pública de ensino tem acesso a um material pedagógico desenvolvido pela dupla, com a colaboração de pedagogos musicais. A coleção tem nove volumes, destinados a crianças de dois a 10 anos.

Cada um deles conta com um CD e um DVD, que trazem canções e brincadeiras criadas pela Palavra Cantada.

O kit inclui ainda os livros do aluno e do professor. “Quando falamos em brincar, exploramos o sentido mais amplo da palavra, que vai além do entretenimento.

O brincar e a música são expressões humanas fundamentais, e todos têm um potencial musical dentro de si”, diz a educadora e parceira Berenice de Almeida.

Assim, a Palavra Cantada quer ajudar os educadores a aprimorar o ensino acessando uma rica linguagem musical, que tem como berço a cultura popular. Outro destaque é a formação de professores, em encontros presenciais e à distância. A equipe de formação conta com 40 profissionais, entre pedagogos, professores e brincantes.

“Para o ensino infantil, a música é uma linguagem que faz uma ponte com a matemática, o português, a história, a biologia, entre outras matérias, além de reforçar conceitos como a diversidade. É adjacente à dança, à poesia e ao teatro, numa construção permanente que valorizamos muito. Essa interdisciplinaridade é potente”, afirma Cláudio Lucci, diretor do projeto.