Cantiga de Penas

Salomão Habib

Uirapuru, ararauna
Um curió cantou pra mim
No meu caminho a cigarra voa
Guara se esconde tão vermelhim
Vejo coleira no quintal
Eu vou te amar bem-te-vi

Uma pupunha roida assim
Só pode ser passarim
De primavera de flor em flor
De brincadeira do meu amor
Quem vive livre é feliz
Mas contente é o passarim

Uirapuru, ararauna
Um curió cantou pra mim
No meu caminho a cigarra voa
Guara se esconde tão vermelhim
Vejo coleira no quintal
eu vou te amar bem-te-vi